AEDES AEGYPTI: Ministério da Saúde apresenta novas ações de combate
13/12/2018 07:32 em Novidades

Atenção! A ameaça do Aedes Egypti – o mosquito da Dengue, Zika e Chicungunya é real e está mais perto do que você imagina! Só pra ter uma ideia: 504 cidades do Brasil têm alto risco de surto dessas doenças. As capitais em maior alerta são Palmas, Boa Vista, Cuiabá e Rio Branco. Um estudo feito pelo Ministério da Saúde mostrou que a concentração do mosquito nessas regiões está muito alta. Ou seja, existem mais chances de transmissão.

E para reforçar os cuidados dos cidadãos e administradores dos municípios, o Governo Federal entregou 600 novas caminhonetes que serão distribuídas de acordo com os índices de infestação dos mosquitos por região. Os carros completam a frota já existente e somam 1000 caminhonetes que serão usadas para transportar os equipamentos de fumacê – o produto que auxilia no combate ao mosquito. Nossa parte, como população, é manter portas e janelas abertas para que o produto penetre também nas casas. E não se preocupe: ele não faz mal a você, nem aos seus familiares e nem aos animais. Além de veículos para o fumacê, o Ministério da Saúde também oferece continuamente aos estados e municípios apoio técnico e fornecimento de insumos, como larvicidas para o combate ao vetor, testes diagnósticos. Basta que os gestores locais façam a solicitação.

Evitar acúmulo de água parada também é fundamental. Na região Nordeste, por exemplo, o armazenamento de água em tonéis, barris e tinas, foi o principal tipo de criadouro do mosquito. Na região Sudeste o maior número de depósitos encontrados foi em domicílio, em vasos/frascos com água, pratos e garrafas retornáveis. Nas regiões Centro-Oeste, Norte e Sul predominou o lixo, como recipientes plásticos, garrafas PET, latas, sucatas e entulhos de construção. Para saber mais acesse saude.gov.br/combateaedes. Repetindo saude.gov.br/combateaedes.

Reportagem, Aline do Valle

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!